Meu Cadastro      Certificado Eventos

Newsletter



Cadastrar Remover

Artigos

Conheça as seis fases do fracasso e sua importância para o sucesso

Por André Ortiz*

O sucesso e o fracasso podem parecer duas coisas completamente distintas para você. Mas para mim, não. Ele mostra que os dois estão interligados e que é praticamente impossível obter a vitória sem nunca ter fracassado.

O que quero dizer é que o erro faz parte do crescimento. Admitir que falhou pode ser benéfico tanto para você, quanto para o seu empreendimento. Cada momento ruim que passamos torna-se aliado do nosso autoconhecimento e da nossa capacidade de progresso.

Por isso, para ser uma pessoa bem-sucedida, é preciso entender como funciona o fracasso. O objetivo das palestras de motivação é mostrar que você pode tirar um bom proveito de seus erros.

Você pode não saber, mas até as maiores empresas falharam – e olha que não foram poucas vezes.  Os sócios do aplicativo de games Angry Birds, por exemplo, fracassaram por 52 vezes antes de se tornarem febre entre adultos e crianças do mundo inteiro.

Com a rede de fast food Spoleto não foi diferente. Os fundadores precisaram fechar seis restaurantes para ter, hoje, mais de 580 lojas espalhadas por diversos países.

Se você ainda não se convenceu, vai mais um exemplo: até o empreendedor Henry Ford, fundador da Ford Motor Company, faliu três vezes antes de sua indústria se tornar a primeira fabricante de carros em massa.

Pois bem, que todos fracassamos você já sabe. Agora, conheça as seis fases que vêm junto com o fracasso que costumo apresentar em minhas palestras motivacionais.

1 – Choque
O primeiro sintoma de quem fracassou é entrar em estado de choque inicial. Nesta fase, esteja preparado para a baixa autoestima e o estado emocional lá embaixo.

2 – Negação
É da nossa natureza negar tudo o que não faz bem para gente. Queremos acreditar que aquilo não ocorreu.

3 – Raiva
Nesta fase, as pessoas geralmente brigam com qualquer pessoa que estiver na frente. É o momento de raiva, de chutar a parede.

4 – Depressão
Após o momento de raiva, é comum você começar a acreditar que não consegue dar a volta por cima e negar o seu potencial.

5 – Aceitação
Agora é a hora de começar a enfrentar o fracasso de cabeça erguida. É importante perdoar as pessoas e mexer os pauzinhos para dar a volta por cima.

6 – Mudança com ação
Pronto. Você já passou por todas as fases do fracasso. Já se sentiu triste e já aceitou a sua situação. Neste momento provavelmente você entendeu que não é um super-herói. Os grandes lutadores de MMA levam muita porrada, mas não caem. É hora de aprender com eles a desenvolver a resiliência, que nada mais é do que a capacidade de dar a volta por cima.

Agora que você já conhece as seis fases do fracasso, esteja preparado para lidar com cada uma delas. Não tenha pressa. Viva um momento de cada vez e tire o máximo proveito deles.

Também é importante recorrer a ajuda de um palestrante de motivação para entender a lógica do mercado e se tornar uma pessoa mais confiante. Ter um profissional para te auxiliar é essencial. Você vai perceber como se tornará uma pessoa com mais garra e coragem.

E lembre-se: segundo o Sebrae a falta de planejamento é a principal causa do fracasso. Por isso, ponha tudo no papel, converse com especialistas e seja criativo!

 

André Ortiz_br

*André Ortiz é professor da IBE-FGV e fundador da Oficina do Sucesso Treinamento Empresarial.

 
Fonte da Notícia: André Ortiz      Publicado: 05/05/2016
Voltar

Newsletter:

Cadastrar Remover
Participe do linkedin:

Rua das Palmeiras, número 685 - Edifício Contemporâneo
Empresarial, sala 1.504 - Santa Lúcia - 29.056-210
Vitória, ES - Brasil
Mapa de Localização

(27) 98836-0250 / 3324-8326 / 3225-0886

eventos@abrhes.com.br