Confira o informativo da ABRH-Brasil no Estadão desta quinta-feira

Publicado: 16 de novembro de 2018

FÓRUM DOS PRESIDENTES 2018

Líderes empresariais estão otimistas com o Brasil

Fotos: Paulo Uras/Pinguim Pictures
Forum dos Presidentes 2018_Paulo Uras_Pinguim Pictures_IMG_7588_br

O título acima também é a principal conclusão do 18º Fórum dos Presidentes, encontro tradicionalmente realizado pela ABRH-Brasil em agosto, antecedendo o CONARH – Congresso Nacional sobre Gestão de Pessoas. Neste ano, em função das eleições presidenciais, o evento aconteceu no dia 31 de outubro.

Na edição em que chegou à maioridade, o fórum contou com a presença de líderes de 53 das principais empresas do país, como Bradesco, C&A, Embraer, Grupo Tigre, Localiza, Magazine Luiza, Tegra Incorporadora e White Martins.

Antes de iniciarem o debate, que foi pautado pela pergunta E agora, Brasil?, os presidentes assistiram à apresentação de duas referências nacionais em suas áreas de atuação: o professor José Pastore, especialista em Relações do Trabalho e Recursos Humanos, e o historiador Francisco Teixeira, fundador do Laboratório de Estudos do Tempo Presente da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Eles abordaram, respectivamente, o impacto da nova lei trabalhista na produtividade das empresas brasileiras e as tendências prováveis do modelo de gestão do presidente eleito.

A propósito, o cenário atual do Brasil fez um novo chamado ao comitê de notáveis responsável pelo Fórum, composto pelos consultores Ana Paula Chagas, Betania Tanure, Luiz Carlos Cabrera e Vicky Bloch, além da presidente da ABRH-Brasil, Elaine Saad, e do vice-presidente Financeiro da associação, Wagner Brunini. Isso porque, conta Vicky, diferentemente dos anos anteriores, em que o grande desafio era a organização do evento, 2018 foi um teste de risco e criatividade.

“Queríamos dar a oportunidade de os CEOs e chairmen se reunirem após as eleições para conversarem estimulados pelos nossos dois cenaristas. E, mais uma vez, tivemos casa cheia e participativa, porque, no meu entender, já existe um ambiente de confiança, que permite a eles emitirem suas opiniões com franqueza”, comemora.

ESPERANÇA E PROTAGONISMO


Depois das apresentações de Francisco Teixeira e José Pastore, os presidentes foram divididos em pequenos grupos para discutir as abordagens feitas por ambos.

Na percepção de Cabrera, além do brilhantismo dos palestrantes em suas colocações, o otimismo e uma certa sensação de alívio pelo fato de o Brasil ter mudado de rumo político marcaram esta edição do fórum. “Como explicou Francisco Teixeira, o alívio é efêmero e sempre sucedido pela esperança. Na minha opinião, é esse o momento dos presidentes. Esperança, mas não a esperança do verbo esperar, como diz o meu amigo Mario Sergio Cortella [filósofo, escritor e professor], e sim esperança do verbo esperançar”, assinala.

Essa é também a visão de Vicky sobre os presidentes: otimismo, esperança de maior estabilidade do país e, acrescenta ela, vontade de estarem mais no centro das decisões.

Essa vontade é evidenciada em números citados por Betania: “Uma década atrás iniciei uma pesquisa. Na época, apenas 2% dos empresários eram estadistas; apenas 2%. No início deste ano, o percentual mais do que dobrou, chegando a 5%, número ainda muito modesto. Hoje, eles representam 13% do empresariado. O chamamento é para ser protagonista, é para ser estadista, é para se sentir e agir como corresponsável pela construção do país. Afinal, o Brasil é nosso!”, salienta.

Ana Paula percebeu o clima de mudança logo na abertura do fórum, que, pela primeira vez, teve um convidado especial para interpretar o hino nacional, o tenor Jean William. Ela conta: “Apesar de ter cantado o hino durante toda a minha vida, desta vez me emocionei e observei que vários dos presentes também cantaram de forma diferente. Quero dizer com isso que o Brasil mudou e nossa ainda jovem democracia caminhou alguns passos para a frente. Parecíamos todos ter o poder e a vontade de fazer um Brasil melhor, mais justo e menos desigual”.

A expectativa, agora, é de que, na 19ª edição do Fórum, os presidentes possam celebrar o otimismo de hoje e confirmar que o desalento e os tempos difíceis ficaram para trás.
 

O comitê: Brunini, Elaine, Ana Paula, Cabrera, Betania e Vicky (última à dir.), com Daviane Chemim (penúltima), vice-presidente da ABRH

 

SECCIONAIS EM AÇÃO

ABRH-SP lança o livro Histórias do RH no Brasil


Divulgação

A trajetória da gestão de pessoas do Período Colonial até a atualidade é o foco do livro ilustrado Histórias do RH no Brasil, lançado neste mês pela ABRH-SP.

A obra relata os principais acontecimentos que influenciaram a evolução da área no país: a criação da CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), a chegada das multinacionais ao país e a ampla abertura ao mercado externo, entre tantos outros fatos marcantes.

Além de mostrar a evolução da gestão de pessoas, da sua fase mais legalista e burocrática até os dias de hoje, de maior influência nas questões do negócio, o livro conta a história da própria associação, mostrando como essa trajetória espelha o crescimento da área.

Organizada e coordenada por Theunis Marinho, presidente da ABRH-SP, a obra foi escrita e editada pela jornalista Loraine Calza, com projeto gráfico e edição de arte de Varnei Rodrigues.

A iniciativa contou com o apoio do Estadão, que disponibilizou o livre acesso ao seu conteúdo e acervo de fotos, e o patrocínio das empresas RaiaDrogasil, A.C. Camargo Cancer Center, Aon, Grupo Meta RH e Serasa Experian.

Histórias do RH no Brasil está disponível gratuitamente para download.

Acesse: bit.ly/abrhspebook 

 

Planejamento na Paraíba

No próximo dia 24, a ABRH-PB vai realizar o 1º Fórum de Planejamento na Prática da Paraíba. Inédito, o evento acontece sob o tema Inspiração, das 8h30 às 17h30, no Auditório Sebrae, em João Pessoa, onde serão conhecidos cases, práticas e ferramentas que melhoram o desempenho no mundo corporativo.

Os participantes poderão adquirir conhecimento com as Melhores Empresas para se Trabalhar da Paraíba, presentes no ranking do Great Place to Work; com organizações vencedoras do Prêmio Ser Humano da ABRH-PB; e com a executiva de RH da Atento, Majo Campos, que faz parte da lista dos RHs Mais Admirados do Brasil, do Grupo Gestão RH.

“A ideia é sair da reflexão para a prática, para o ‘como fazer’. Os participantes sairão com um modelo de plano de ação, construído com ajuda de voluntários dessas empresas, que poderá ser posto em prática no primeiro dia útil após o evento. Queremos inspirar as pessoas a se planejarem para que a conquista dos objetivos traçados para 2019 se realize”, diz Angela Medeiros, presidente da ABRH-PB.

Mais informações: goo.gl/fPk92b
 

Para fazer o download desta edição, clique na imagem abaixo:

Compartilhe:

Receba Nossos Informativos:

Agenda Completa:

Agenda Completa

Filiada à:

Filiada à ABRH Nacional

Fale Conosco

Rua das Palmeiras, nº 685, Edifício Contemporâneo Empresarial, Sala 1.504,
Santa Lúcia - Vitória, ES - Brasil
CEP: 29056-210
27 98836-0250 / 3324-8326 / 3225-0886

Siga a ABRH-ES no Facebook

E RECEBA GRÁTIS AS MAIORES NOVIDADES DA GESTÃO DE RH DO ES.